Insanity.

This is a portuguese poem written in my native language. If you want you can translate.

It’s called Insanity.

 

Insanidade

Tanto sentimento e inúmeras sensações,

de tempos a tempos,

atribulações ou fragmentações,

de experiências já percorridas e vividas,

até mesmo definidas,

documentadas em papel,

criadas em emoções,

de estados e estações,

que vamos passando,

não apressando,

pois seu resultado não pode ser alterado.

 

Vá vivi no absurdo e em abstracto,

e por vezes ainda recorro a este acto,

para me perder e esquecer da composição,

chega de regras e imposição,

deixo para lá a realidade,

vivo sem dó nem piedade,

de nada procurar e tudo achar,

a cada passo na circunstancia,

sem programação,

é uma excepção,

a tudo o que é real,

não é fundamental.

 

Perdi-me na surrealidade,

de já não saber o que é verdade,

luta entre real e emoção,

em que ganhou a imaginação,

dos sonhos cruzados,

em ambientes embaciados,

na vida já não havia distinção,

era tudo uma confusão,

vida de psicose,

em que o eu era a chave,

e digo- vos foi cá uma dose,

uma fase bem grave.

 

Passo por períodos reais,

em que falo de lucidez,

até porque talvez,

assim os creio,

apesar de ter um certo receio,

de futuramente percepcionar,

que afinal, era a mente a julgar,

estar sã e andar a divagar.

 

E em todos os períodos deixei um rasto,

de enigmas e pistas testemunhados,

patentes nos poemas e obras, é vasto,

as criações,  nestes períodos, formados.

 

– Irina Marques


Photography and poem by Irina Marques

10 thoughts on “Insanity.

  1. This poem of yours is so good that it made me shudder to think how many phases I have had in my life, how many I went through, how I would define them … You got me thinking.
    Speechless, wonderful.

  2. Una bella, bellisima poesia. Me ha hecho pensar mucho, Irina. Eres una escritora maravillosa con la sensibilidad artistica para hacer poemas con tanta fuerza emocional y con tanta ternura…una mezcla, no se, quiza una simbiosis de las dos cosas que estremece y llega, especialmente en portugues. Enhorabona! Un saludo y un fuerte abrazo de aqui, tu vecino valenciano.
    Francisco

    1. Muito obrigado Francisco, fico tão feliz de ler estas palavras. Tenta ser sempre muito profundo aquilo que escrevo, e quando alguém o alcança fico muito feliz, muito mesmo.
      Fico contente por alguém que escreve tão bem me dizer estas palavras. Muito obrigado.
      Um abraço forte daqui deste cantinho da nossa península.

      1. Eres excelente escritora y artista, Irina y me encanta leer tus poemas y disfrutar grandemente de tus mandalas y de tus fotos tan bellas. Que estes bien, que te mantengas en casa hasta que pase toda esta locura,
        un fuerte abrazo del otro cantinho de la nostra peninsula,
        Francisco

      2. Eu fico muito agradecida Francisco, gostaria de o convidar para um outro blogue que tenho onde só escrevo em português, não sei se o Francisco me poderia facultar o seu e-mail para lhe mandar convite.
        Um abraço.

Comments are closed.